Em uma nova cidade? Observe esses 4 fatores antes de decidir onde se acomodar!

A vida de Nômade Digital é uma experiência enriquecedora, o velho sonho de ser cidadão do mundo e realmente é possível viver todas as emoções deste estilo de vida.

A mobilidade, a mudança de ares é a base do nomadismo e, por conta disto, existem várias preocupações naturais de uma mudança. E você? Está começando a vida de nômade e chegando em uma nova cidade? Observe esses 4 fatores antes de decidir onde se acomodar!

Mas antes: informe-se muito sobre a nova cidade.

A vida no nomadismo não precisa ser emocionante no sentido de deixarmos para conhecer a nova cidade apenas quando chegar nela.

Pelo contrário, nesta vida em movimento existem os trabalhos e precisamos estar o mais seguro possível para realiza-los, cumprir os prazos e aproveitar a emoção de verdade: conhecer a cultura, os hábitos, as pessoas, se divertir.

É importante saber o máximo de dados sobre o lugar para que a adaptação seja rápida e tranquila. Estudar guias e artigos na internet de fontes reconhecidas vai ajudar muito a visualizar onde e de que forma você pretende viver na nova cidade. Alguns sites têm mapas interessantes, incluindo de rotas de transportes, que podem ajudar a se movimenta.

Todas estas informações também vão ajudar a definir um custo diário e programar melhor as finanças. A seguir, vamos falar de pontos específicos que considero importante para aproveitar a nova morada da melhor forma.

Dica 1: Quanto tempo você vai viver na nova cidade?

Este á uma primeira e importante questão, porque ela vai delimitar todas as suas outras preocupações. Se é uma estadia de 2 semanas ou de 6 meses, a escolha da moradia muda bastante em termos de segurança e custo.

Também influencia na forma como você vai alimentar-se, necessidade de morar perto de mercados, bancos, porque você certamente não vai querer gastar com almoço e jantar fora de casa por meses. Também permite que você opte por passes mensais de transporte e até mesmo se matricule em uma academia.

Ou seja, a duração vai definir o seu estilo de vida na cidade e, consequentemente, prioridades e custos.

Dica 2: Pesquise as diversas regiões da cidade.

O tamanho da cidade influenciará esta pesquisa. Uma coisa são 6 meses em Tampa na Flórida, outra é Nova Iorque. Há vários fatores a analisar: distância das áreas de interesse, oferta de moradia, segurança, facilidade de locomoção.

A escolha da região deve ser baseada na sua expectativa na nova cidade, acima de tudo. Se você quer uma vida mais boêmia, quer proximidade das áreas mais turísticas, lugar mais tranquilo como os subúrbios.

Nada pode ser mais frustrante do que viver em uma nova cidade por meses com dificuldades de nativos que você não precisa passar.

Dica 3: Pesquise as opções de moradia.

Este é o item principal no seu novo destino e pode mudar até as expectativas que falamos antes. Você quer viver semanas de sonho quase do lado do Arco do Triunfo? Certamente tem um preço, e muito alto.

O mais importante é conhecer as opções, por regiões: imóveis para locação por temporada, longa duração, hotéis, pousadas. Cada tipo tem suas particularidades de custo e de serviços. O orçamento fará muita diferença e também o tipo de moradia que você prefere.

Não há uma receita fechada, mas exige uma pesquisa muito boa porque é algo que não queremos nos preocupar mais durante toda a estadia na cidade. Um aluguel de imóveis por temporada pode ser uma solução mais barata e viável. Veja os imóveis disponíveis na imobiliária online www.lancamentosrj.com.

Uma dica adicional: procure imóveis que, além da mobília essencial, tenham aparelhamento de cozinha. A próxima dica tem a ver com isso.

Dica 4: Revise seu orçamento.

Essa é a etapa onde definimos quanto vamos precisar nesta nova estadia e todos os custos precisam ser considerados, pelo menos numa estimativa conservadora:

  • Moradia
  • Transporte
  • Alimentação
  • Internet
  • Consumo doméstico – luz, gás, água, condomínio
  • Utensílios – exceto se puder levar os atuais, do contrário você pode fazer uma garage sale ou doar. Muitas vezes o peso e o transtorno de embalar não compensa.

Com o orçamento definido, você pode checar se tem reserva para suportar os gastos até conseguir novos trabalhos e receber pelos já entregues. Um Fluxo de Caixa é fundamental nesses momentos.

 

Espero que estas dicas tenham ajudado neste momento tão importante que é a mudança de cidade.

Boa viagem e sucesso!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *